Insônia

A insônia é caracterizada pela dificuldade em adormecer, despertares frequentes durante a noite ou acordar cedo demais pela manhã desde que associados a sintomas durante o dia.

Até 30% a 35% dos adultos se queixam de insônia sendo mais comum em idosos, mulheres, pessoas sob estresse e pessoas com certos problemas médicos e mentais, como depressão.

Os diversos sintomas diurnos levam a uma importante piora da qualidade de vida.

 

Quais as causas?

A insônia geralmente está associada a fatores como: estresse; outros distúrbios do sono (ex: ronco, apneia do sono, síndrome das pernas inquietas); condições médicas (ex: dor crônica, gravidez, menopausa); transtornos mentais (ex: depressão, transtorno bipolar); medicamentos (ex: pseudoefedrina e alguns antidepressivos); abuso de substâncias (ex: álcool, cafeína e estimulantes).

 

O que devo fazer?

Inicie bons hábitos de sono e mantenha uma rotina diurna ativa com atividades físicas regulares.

Importante lembrar que o ambiente do quarto deve ser adequado (sem ruído, luz) e os horários de acordar e dormir regulares. 

Evite a automedicação e procure ajuda.

 

Tratamento

Após avaliação dos seus hábitos, condições associadas e uso de medicamentos, o médico tentará identificar a causa da insônia e irá avaliar o melhor tratamento para o seu caso.

Pode ser necessária melhora dos hábitos de sono, abordagem dos fatores e comportamentos que o impedem de dormir – conhecido como Terapia Comportamental Cognitiva (TCC-I) e uso de medicamentos.

A TCC-I utiliza técnicas para redução do estresse, relaxamento e gerenciamento do horário de sono.

O tratamento da insônia é multidisciplinar uma vez profissionais como médico do sono, psiquiatra, otorrinolaringologista, neurologista e psicólogo atuam em conjunto de acordo com as queixas, causas e condições associadas ao problema.

Você só deve tomar medicamento quando supervisionado por um médico.

 

Texto: Dra. Mariana Maia 

Otorrinolaringologista, Membro da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e da Associação Brasileira do Sono