Exames:

Avalia a capacidade do paciente interpretar e ouvir sons e ajuda a determinar o nível de audição. É indicado na avaliação de perda auditiva, zumbido, tontura e outros. Pode ser realizado em adultos e crianças. Não é necessário preparo e não causa dor.

Como é realizado?

O paciente entra em uma cabine com tratamento acústico e posiciona fones de ouvido externos. Através destes fones o paciente escuta palavras e comandos. As respostas são analisadas por fonoaudióloga especializada.

Considera-se este exame importante na avaliação auditiva convencional em conjunto com a imitanciometria.

Duração: cerca de 30 minutos

Avalia a audição em bebês e em crianças que não conseguem realizar a audiometria convencional. É indicado principalmente na avaliação de perda auditiva.

Como é realizado?

O profissional identifica as respostas comportamentais da criança quando exposta ao estímulo de instrumentos musicais. Não é necessário preparo e não causa dor.

Duração: cerca de 30 minutos

Auxilia na determinação do nível de audição em crianças. Realizado de forma lúdica com o auxílio de brinquedos para reforçar a percepção auditiva da criança. É indicado principalmente na avaliação de perda auditiva.

Como é realizado?

O profissional identifica as respostas comportamentais da criança quando exposta a estímulos lúdicos. Não é necessário preparo e não causa dor.

Duração: cerca de 30 minutos

Verifica a mobilidade da membrana timpânica e a pressão aérea entre seus dois lados. Demonstra as condições em que se encontram o tímpano, os ossículos do ouvido (martelo, bigorna e estribo), o reflexo do músculo estapediano e a tuba auditiva (canal que liga o ouvido médio ao nariz e à garganta). É realizado para identificar perda auditiva, otites, triagem auditiva de bebês, dentre outros.

Como é realizado?

Insere-se uma pequena sonda no ouvido que é posicionada no conduto auditivo.

Não exige preparo e não causa dor. Pode ser realizado em adultos e crianças.

Duração: cerca de 20 minutos

Avalia o sistema auditivo pré-neural (células ciliadas da cóclea).

É um teste fundamental na triagem auditiva neonatal (recém-nascidos) com o intuito de identificar perda auditiva precoce em crianças. Também está indicado na avaliação de zumbido, perda auditiva provocada por ruído e por medicamentos, dentre outros.

Como é realizado?

Insere-se uma pequena sonda no ouvido que é posicionada no conduto auditivo.

Não exige preparo e não causa dor. Pode ser realizado em adultos e crianças, porém, crianças menores devem estar tranquilas e/ou dormindo.

Duração: cerca de 20 minutos

Observação: necessário preparo. Clique aqui para informações.

Este exame avalia o sistema vestibular, órgão periférico responsável pelo equilíbrio corporal.

Indicado no diagnóstico de tontura e vertigem, popularmente conhecidas como “labirintite”, desequilíbrio, zumbido além de enjôo ou náuseas associado ao movimento (cinetose).

Como é realizado?

Posiciona-se eletrodos (fios) ao lado dos olhos e na testa do paciente que é solicitado a acompanhar estímulos visuais específicos. Através da observação dos movimentos oculares involuntários (nistagmos), a fonoaudióloga especializada avalia as respostas do paciente. Na segunda etapa, observa-se a presença de tontura ou vertigem em algumas posições e movimentos da cabeça e, também, após estimulação do labirinto com jato de ar morno e frio aplicados na orelha externa.

O exame não causa dor mas pode gerar desconforto uma vez que pode provocar tontura e mal estar devido à técnica usual do procedimento. O paciente deve comparecer com um acompanhante e não deve realizar atividades com risco de acidentes como dirigir após o exame.

Duração: cerca de uma hora.

Indica-se o exame para avaliar os nervos responsáveis pelo movimento dos olhos, percepção, sensibilidade, mastigação, expressões faciais e outros. Em casos de tontura ou de paralisia facial, por exemplo, a avaliação destes nervos pode ser necessária. Não exige preparo e não causa dor.

Duração: cerca de 15 minutos.

O nistagmo é um movimento ocular involuntário. O nistagmo optocinético está associado a fixação de um alvo em movimento. Sua pesquisa é indicada na avaliação de tontura e vertigem (“labirintite”).

Como é realizado?

Através de estímulos luminosos móveis, observa-se a fixação ocular do paciente nestes alvos. O paciente deve permanecer sem movimentação da cabeça durante o exame.

Não exige preparo e não causa dor.

Duração: cerca de 15 minutos a 30 minutos.

É um tratamento fonoaudiológico para pacientes com tontura e/ou desequilíbrio que visa a recuperação do equilíbrio corporal.

Como é realizado?

Através de sessões com exercícios específicos, geralmente semanais.

Duração: cerca de 30 minutos.

Teste utilizado para analisar e investigar casos de tontura, vertigem (“labirintite”) dentre outros.

Como é realizado?

O paciente acompanha o movimento continuo de um alvo com os olhos sem balançar a cabeça. As respostas do paciente são avaliadas pelo especialista.

Não exige preparo e não causa dor.

Duração: cerca de 15 minutos.

Exame que avalia a cavidade nasal e a faringe.

Indicado na avaliação de obstrução nasal, rinite, rinossinusite, desvio de septo, hipertrofia de adenóides, faringite, tumor de via aérea superior, sangramento nasal ou oral, refluxo laringofaríngeo, ronco, apneia, tosse, dentre outros.

Como é realizado?

Introduz-se uma fibra óptica flexível nas narinas e posiciona-se o aparelho até a faringe. É realizado sem sedação e pode ser feito em adultos e crianças.

Embora não cause dor e seja realizado rapidamente, pode gerar desconforto em alguns pacientes devido a passagem do aparelho pelo nariz. Anestesia local com spray pode ser utilizada. Não é necessário preparo. Também é chamado de fibronasolaringoscopia.

Deve-se trazer um DVD-R se desejar gravar o exame.

Duração: cerca de 15 minutos.

Observação: necessário jejum de 2 horas para se submeter ao exame.

Exame que avalia a faringe e a laringe.

Indicado na avaliação de faringite, tumor de via aérea superior, sangramento oral, refluxo laringofaríngeo, ronco, apneia, rouquidão, tosse, laringite, dentre outros.

Como é realizado?

Introduz-se uma fibra óptica flexível nas narinas e posiciona-se o aparelho até a laringe. É realizado sem sedação e pode ser feito em adultos e crianças.

Embora não cause dor e seja realizado rapidamente, pode gerar desconforto em alguns pacientes devido a passagem do aparelho pelo nariz. Anestesia local com spray pode ser utilizada.

Deve-se trazer um DVD-R se desejar gravar o exame.

Duração: cerca de 15 minutos.

Observação: necessário jejum de 2 horas para se submeter ao exame.

Exame que avalia a cavidade oral, a faringe e a laringe.

Indicado na avaliação de faringite, tumor de via aérea superior, sangramento oral, refluxo laringofaríngeo, rouquidão, tosse, laringite, dentre outros.  Também é indicado para avaliação das pregas vocais para admissão em concursos públicos (professores por exemplo).

Como é realizado?

Traciona-se a língua do paciente para fora da boca e introduz-se uma fibra óptica. A seguir o paciente é instruído a emitir sons e realizar manobras respiratórias.

Apesar de não causar dor, pode gerar desconforto em alguns pacientes devido a tração da língua e reflexos nauseosos. Pode ser realizada em adultos e em crianças a partir de cerca de 10 (dez) anos de idade e exige cooperação da mesma. Pode ser realizado com anestesia local com spray.

É realizado sem sedação uma vez que a técnica do exame não permite.

Deve-se trazer um DVD-R se desejar gravar o exame.

Duração: cerca de 15 minutos.

Observação: necessário jejum de 2 horas para se submeter ao exame.  O paciente deve levar: 1 (um) suco lata Dell Vale sabor manga ou pêssego, 1(um) pão de queijo ou biscoito cream cracker.

É um exame indicado para pacientes que apresentam dificuldade para engolir alimentos (disfagia) devido a doenças neurológicas/degenerativas (AVC, Parkinson, Alzheimer), câncer de cabeça ou pescoço, obstruções da faringe e da laringe, dentre outros.

Como é realizado?

É um procedimento realizado por um otorrinolaringologista e um fonoaudiólogo. Introduz-se uma fibra óptica flexível pelo nariz do paciente e são oferecidos alimentos de diferentes consistências (líquida, pastosa e sólida), misturados com corante azul comestível. O processo de deglutição é filmado e analisado pelos nossos especialistas.

Embora não cause dor, pode gerar desconforto em alguns pacientes devido a passagem do aparelho pelo nariz. É realizado sem sedação uma vez que a técnica do exame não permite.

Esse exame também é chamado de endoscopia da deglutição, avaliação endoscópica da deglutição, nasofibrolaringoscopia da deglutição, VED e FEES (fiberoptic endoscopic evaluation of swallowing).

Duração: cerca de 30 a 40 minutos.

Observação: necessário jejum de 2 horas para se submeter ao exame.

Indicado na avaliação de distúrbios da laringe que envolvam alterações na qualidade da voz. Possibilita a identificação de lesões e distúrbios da hipofaringe e da laringe, como por exemplo: nódulo vocal (calo), pólipo, sulco, Edema de Reinke, leucoplasia, dentre outros.

É um exame importante na avaliação acurada de profissionais da voz como professores, locutores, cantores, vendedores, atores, advogados, dentre outros uma vez que capta a frequência de vibração das pregas vocais.

Como é realizado?

Traciona-se a língua do paciente para fora da boca e introduz-se uma fibra óptica. A seguir o paciente é instruído a emitir sons e realizar manobras respiratórias.

Apesar de não causar dor, pode gerar desconforto em alguns pacientes devido a tração da língua e reflexos nauseosos.

Pode ser realizada em adultos e em crianças a partir de cerca de 10 (dez) anos de idade e exige cooperação da mesma. Pode ser realizado com anestesia local com spray.

É realizado sem sedação uma vez que a técnica do exame não permite.

Deve-se trazer um DVD-R se desejar gravar o exame.

Duração: cerca de 15 a 30 minutos.

Observações:
Necessário preparo para alguns exames.
Clique na descrição do procedimento para verificar as instruções.
Exames com preparo: Teste Vestibular ou Vectoeletronistagmografia, Videofaringolaringoscopia flexível e rígida, Videoendoscopia da deglutição e Videoestroboscopia.